Vereadora paraibana é presa em Operação da Polícia Civil

2 mar 2023 - Paraíba

A vereadora Kátia Pereira Soares, conhecida como Kátia da Rendeiras (Republicanos) foi presa na manhã desta quarta-feira (1º) durante operação da Polícia Civil de Pernambuco. Ela é vereadora em Caruaru, onde foi presa juntamente com um assessor parlamentar.

Katia nasceu em São Bento, Sertão da Paraíba, mas desde os 7 anos de idade mora em Caruaru. Katia é empreendedora no ramo de confecções há 17 anos. Ela foi eleita vereadora de Caruaru em 2020 pelo Republicanos.

Foto: Rede Observatório

Operação Primus

A Operação Primus, deflagrada pela Polícia Civil de Pernambuco, cumpriu dois mandados de prisão na manhã de hoje. Também foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão domiciliar, sequestro de bens e bloqueio judicial de ativos financeiros dos envolvidos.

A operação foi realizada com o objetivo de desarticular uma associação criminosa ligada à vereadora que era voltada à prática do crime de peculato. Por meio de nota, a Polícia Civil disse que as investigações do caso foram iniciadas em março de 2022.

Busca e apreensão no gabinete

No último dia 15 de fevereiro, o gabinete de Kátia das Rendeiras, na Câmara de Vereadores de Caruaru, foi alvo de um mandado de busca e apreensão. Na data, policiais civis deixaram o local levando aparelhos eletrônicos e documentos.

Por meio de nota, a vereadora disse que “se colocou à disposição para cumprir a determinação judicial, tendo em vista confiar na justiça e afirma está disponível para qualquer ato que venha a contribuir com as investigações”.

Vereadora já foi investigada por assassinato de blogueiro

Em março de 2022, Kátia das Rendeiras prestou depoimento sobre um possível caso de rachadinha na Câmara de Vereadores de Caruaru e sobre o assassinato do blogueiro Hallysson Wagnner, de 35 anos, ocorrido no dia 26 de setembro de 2021.

A parlamentar foi intimada pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e prestou esclarecimentos na 1ª Delegacia de Caruaru. Na ocasião, ela disse em entrevista à TV Asa Branca que estava à disposição da polícia para esclarecer os fatos.

Click PB