Criança cajazeirense que iria seguir no Acauã para hospital de Campina, não resiste e morre a caminho

8 maio 2023 - Sertão PB

Mesmo com todo o aparato médico tanto do HUJB quanto da Secretaria de Saúde do Estado ao disponibilizar o helicóptero Acauã para transferir a criança Ana Júlia Mangueira Cardoso, de apenas 2 anos de idade, de Cajazeiras para Campina Grande, infelizmente ela não resistiu e veio a óbito no decorrer da viagem.

De princípio, ela foi transferida por volta das 15h da tarde deste domingo (07) em uma ambulância do Hospital Universitário Júlio Bandeira (HUJB), para a cidade de Patos, onde de lá seguiria no helicóptero Acauã, da Polícia Militar da Paraíba, com destino à Campina Grande, onde daria entrada na UTI pediátrica do Hospital de Trauma.

Ana Júlia – foto: reprodução/redes sociais

Conforme apurado pelo Diário do Sertão, antes mesmo de chegar em Patos, ao passar pela cidade Malta, já na região patoense, a pequena Ana Júlia teve uma parada cardíaca e mesmo com toda diligência dos profissionais de saúde, a ponto de tentar reanimá-la por cerca de 1 hora e 20 minutos, a menina não resistiu e faleceu.

O CASO

A reportagem da TV Diário do Sertão conversou com o mototaxista Antônio Mangueira de Albuquerque, pai da pequena Ana Júlia Mangueira Cardoso. Ele disse que sua filha apresentou febre na última quinta-feira (4) e a mãe dela conduziu a menor até a Unidade de Pronto Atendimento de Cajazeiras (UPA), e logo foi identificado que ela estava com Pneumonia, tendo então que ser de imediato transferida para o HUJB. Antônio explicou que a orientação foi para intubar sua filha com urgência.

A partir de então o quadro de Ana Júlia piorou e surgiu a necessidade urgente de transferi-la para uma UTI pediátrica em Campina Grande ou em João Pessoa.

De princípio o pai da menina fez um apelo para as pessoas lhes ajudarem a se fosse o caso, levar a pequena Ana Júlia para uma unidade particular, mas após repercussão da reportagem do Diário do Sertão, logo foi conseguido um leito para a paciente no SUS.

TRANSFERÊNCIA

Após a vaga ter surgido em João Pessoa, a paciente ainda chegou a ser colocada em uma ambulância neste sábado (06), para seguir viagem para a Capital, entretanto, ela apresentou uma piora em seu quadro clínico e de imediato a viagem foi cancelada.

Já na tarde deste domingo (07), Ana Júlia foi transferida por volta das 15h em uma ambulância do HUJB para a cidade de Patos, onde de lá seguiria no helicóptero Acauã, da Polícia Militar da Paraíba com destino à Campina Grande, onde daria entrada na UTI pediátrica do Hospital de Trauma.

DIÁRIO DO SERTÃO