RadarPB - Notícias de Triunfo - PB

  • contato@radarpb.com.br
  • (83) 9 9952-1219 / (83) 9 9631-7511

Mulher diagnosticada com raiva humana morre na Paraíba

14 jul 2020

A mulher de 68 anos que foi diagnosticada com raiva humana após ser mordida por uma raposa morreu na tarde de segunda-feira (13), em João Pessoa. A informação foi confirmada pela assessoria do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW-UFPB), onde a vítima estava internada desde o dia 10 de junho.

A mulher é natural do município de Riacho dos Cavalos, no Sertão da Paraíba, e morreu por volta das 17h da segunda-feira. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PB), o estado não apresentava casos da doença há cinco anos.

Segundo a SES-PB, a vítima foi mordida pelo animal silvestre no dia 8 de abril. No dia seguinte ela foi atendida em uma Unidade Básica de Saúde, mas precisou novamente de atendimento no dia 10 de junho, dessa vez em um hospital público em Catolé do Rocha, no Sertão paraibano.

No hospital, a mulher apresentou sintomas da raiva humana, como delírios, espasmos e agitação psicomotora. Ela foi transferida ainda no dia 10 de junho para o HULW-UFPB, que é referência no tratamento da doença.

De acordo com a SES-PB, a raiva é uma doença infecciosa viral aguda que acomete mamíferos e é transmitida para os humanos pela saliva de animais infectados, principalmente por meio da mordida, podendo ser transmitida também pela arranhadura ou lambedura desses animais.

G1